Pecados

Área Privada

Vídeos

Descarregar

Suporte

Autores

Testemunhos

Int. aos Capítulos






A Lenda da Inveja
10Jun2009 05:00:00

BLOGTOK | CICLOS DE POESIA | 7 PECADOS | INVEJA | TERE PENHABE

 
Lá no começo do mundo
a inveja não existia
a convivência dos seres
era de amor e alegria
o demônio insatisfeito
com esse trato bem feito
foi criando a ignomínia.
 
Deu à luz lá do seu modo
ao primeiro incompetente
para que fosse o pomo
da discórdia dessa gente
não precisou muito tempo
veio à tona o tormento
da inveja pertinente.
 
A inveja sempre tenta
apagar a luz alheia
é irmã do egocentrismo
parente de gente feia
que não agüenta sorrisos
acha que não é preciso
não há nada em que creiam.
 
Dizem que é alma côxa
que se arrasta pelo mundo
adquiriu esse defeito
nas guerras do submundo
lutando ao lado da ira
que é mãe da sua cartilha
o seu teor mais profundo.
 
Tem motivos de sobra
pra não suportar espelhos
porque vê os seus defeitos
eles mostram sem rodeios
o mal-humor que lhe é caro
o azedume que lhe embala
vai da cara até os joelhos.

Onde a inveja impera
a maldade anda livre
de mãos dadas com o demo
pois pra ele é bom alvitre
que ele foi seu criador
por pura falta de amor
e burrice sem limite.
 
Invejoso não se apruma
não toma jeito na vida
está sempre semeando
a tristeza que é sua lida
de nada ele é capaz
é cria de satanás
e é a cria mais querida.
 
Saibam, a inveja é peste
que não dá para encarar
eu encaro até a morte
da inveja quero afastar
gente invejosa é triste
vive com o dedo em riste
prontos para acusar.
 
Acredite quem quiser
corrói até o coração
de algum desavisado
que ousar estender a mão
a todo ser esquisito
que da inveja é discípulo
o seu lema é traição.
 
Onde a inveja está
não se pode ser feliz
ela mata o bom-humor
só no fato de existir
mas quem acha que agüenta
essa alma melequenta
não passa de aprendiz.
 
Com quem a inveja professa
conviver não vale a pena
o seu coração é gruta
a sua alma é pequena
não consegue ver a luz
de uma estrela que reluz
se não for a sua mesma.
 
Mas a lenda não termina
só na sua criação
conhecê-la até o fim
não tenham essa ilusão
entretanto sei também
que ela mora num harém
e idolatra o seu patrão.
 
As ninfas do tal harém
todo mundo já conhece
a mentira e a hipocrisia
são primatas dessa messe
eunuco é o egocentrismo
formam um grande abismo
que o pior ser não merece.
 
Que a vaidade não tem vez
nesse circo de horrores
eu aprendi e pude ver
pois a inveja é temores
temor de não ser igual
de não ter o cabedal
de quem está nos arredores.
 
E por fim diz a tal lenda
que o invejoso no futuro
vai perceber a esparrela
de ficar em cima do muro
vendo a alegria de um lado
do outro o amor reinado
e ele sempre inseguro.
 
Pois a inveja não consegue
esconder as evidências
de que o ser é mal amado
apesar das aparências
toda a sua luta é vã
é improfícuo o seu afã
pra quem Deus é a referência.
 
Por isso a inveja terá
o seu fim concreto e certo
antes do mundo acabar
dela ele será liberto
mas eu não vou esperar
tenho muito a quem amar
a inveja não quero perto.
 

Tere Penhabe
Santos, 14.03.2007
www.amoremversoeprosa.com

BLOGTOK | CICLOS DE POESIA | 7 PECADOS | INVEJA | TERE PENHABE



Partilhar:

| Guardar em formato PDF
Artigos Relacionados
Inveja
Vaidade
Debaixo da Farinheira!
Repúdio
Contos de Bruxas
Quero
Os Olhos ao Lado


Para poder comentar necessita de iniciar sessào.